Buscar
  • Marcos Salales

O regime Lucro Real

Esse é o regime tributário mais complexo e apesar de não ser o preferido dos empresários, existem muitas empresas que devido à atividade exercida tem a obrigatoriedade utilizar o Lucro Real.

O regime é mais complexo porque são maiores as regras a seguir e as responsabilidade a cumprir da empresa que contribui para esse regime, porém não é desvantagem aderi-lo.

As empresas que possuem o faturamento anual superior a R$ 78 milhões são as que devem aderir o Lucro Real.

A criação deste regime é para a contribuição do Imposto de Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ) e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL), o cálculo é feito a partir do lucro líquido que a empresa obteve mensal ou trimestralmente.

Por não ser um regime tão simples é indispensável que um contador esteja sempre a frente para que todos os deveres sejam cumpridas corretamente.



10 visualizações0 comentário